Ver versão desktop
ONLINE
11
Menu
Começar Pontos Academia Curso Tips    Análises    Procurar Tips Estatísticas de Futebol Estatísticas de Ténis Estatísticas de Basquete Estatísticas de MotorSports Artigos Promoções Concursos Fórum

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.
  Visit our site available at: Go to Online Betting Academy
           

Relativizar o valor do dinheiro penthouse

Relativizar o valor do dinheiro penthouse
Crónica de Paulo Rebelo na Revista Penthouse Portugal de Setembro de 2011.

«Será feliz quem souber dar valor ao que o dinheiro não pode comprar.»


Numa altura em que estamos em crise, julgo que é importante que as pessoas saibam relativizar o valor do dinheiro. No caso dos apostadores, não só é importante como é condição indispensável para o sucesso a longo prazo.

Eu cresci numa família pobre. Tive de trabalhar para poder estudar. Sempre tive boas notas, pois tinha uma motivação grande para estudar de forma a poder ter um bom emprego que me permitisse ganhar dinheiro para poder comprar o que os meus colegas tinham e eu não.

Aos 22 anos, tomei conhecimento das apostas e decidi investir o meu tempo a analisá-las cientificamente. Os resultados surgiram rapidamente e, em pouco tempo, pude ter acesso a todo o tipo de coisas que o dinheiro pode comprar e que a maioria das pessoas nunca terá.

No entanto, surpreendentemente, a minha felicidade não cresceu exponencialmente à medida que ia ganhando mais dinheiro.

É óbvio que, por exemplo, conduzir um Ferrari dá-me mais prazer do que conduzir um Citroën AX (o meu primeiro carro). No entanto, ficou claro para mim que o que me faz mais feliz é jogar futebol com os meus amigos, estar com a minha família, ter tempo para participar em diversos projectos de voluntariado ou poder fazer coisas tão simples como dormir toda a manhã de domingo. Ou seja, tudo coisas a que sempre tive acesso, mesmo quando não tinha dinheiro. Percebi então que desde sempre fui rico, só que não o sabia.

Se tivesse consciência disto quando era pequeno, teria evitado algumas preocupações e teria sido mais feliz.

Todos nós necessitamos de dinheiro para viver, no entanto, julgo que a nossa sociedade sobrevaloriza o poder do dinheiro. Nesta altura de crise, creio que esta forma de entender a vida é uma mais-valia e que será mais feliz quem souber dar valor àquilo que o dinheiro não pode comprar.

À primeira vista, este não parece ser uma crónica sobre apostas. Mas é. E, na minha opinião, é um dos factores que explica o sucesso consistente dos melhores apostadores.

Os apostadores que têm mais sucesso nas apostas são pessoas felizes. Não são felizes porque têm dinheiro. Antes têm dinheiro porque são felizes.

E como é que o facto de serem felizes faz com que consigam ganhar dinheiro com as apostas?

Os melhores apostadores são felizes independentemente do dinheiro que têm, ou seja, conseguem relativizar o valor do dinheiro. Esta capacidade é uma vantagem decisiva na hora de tomar decisões arriscadas, porque não deixam nunca de pensar da forma mais racional. Quem souber relativizar o valor do dinheiro não fica eufórico quando ganhar e, sobretudo, não fica deprimido quando perde, continuando a apostar de forma metódica e não de forma emotiva.

Os melhores apostadores não tremem na hora de aceitar uma aposta arriscada, mesmo que seja contra a opinião da maioria, desde que estejam convictos tratar-se de uma aposta com valor. A euforia dificulta a racionalidade na tomada de decisões. É fundamental não ficar eufórico quando se ganha, pois o mais difícil não é chegar ao topo, mas manter-se no topo.

É certo que o conhecimento técnico e experiencia são o que explica em grande parte os resultados alcançados, no entanto, relativizar o valor do dinheiro é uma grande ajuda para alcançar controlo emocional, necessário para conseguir ganhos consistentes nas apostas.


Conselhos para todos:
  • Valorize família e os amigos.
  • Experimente o gratificante que é fazer voluntariado
  • Aprenda a dar valor às pequenas coisas do seu dia que o fazem feliz
  • Lembre-se: o dinheiro ajuda a ser feliz, mas apenas numa pequena proporção quando comparado com tudo o que o dinheiro não pode comprar.

Conselhos para os apostadores:
  • Aposte apenas montantes que pode perder.
  • Pense a sua conta como tendo 30 fichas em vez de €30.
  • Não fique deprimido quando perder. Tente perceber onde poderá melhorar.
  • Não fique eufórico quando ganhar. Mantenha a disciplina.
  • Lembre-se: o objectivo principal das apostas é a diversão. Se não consegue divertir-se com as apostas, dificilmente conseguirá ganhar dinheiro de forma consistente.

relativizar-valor-do-dinheiro


penthouse, revista

Partilhar "Relativizar o valor do dinheiro penthouse" via:

Enviar Comentário

Comentário (8)

  1. Rui Teixeira 25 Ago 2011 - 16:45
    Não se enganem, a revista é esta:



    Capa da revista Penthouse Portugal de Setembro, com Nicole Santana na capa!
  1. Almeida 25 Ago 2011 - 17:00
    Excelente artigo Paulo.

    Off the record:

    Essa Nicole Santana deve ser uma das 25 causas de morte precoce. 

  1. Paulo Rebelo 26 Ago 2011 - 01:15
    Numa altura em que sempre que ligamos a televisão só temos notícias relacionadas com a crise, julgo importante que as pessoas se mantenham focadas no que é realmente importante na vida.

    E nós, apostadores, por paradoxal que possa parecer, se relativizarmos o valor do dinheiro, mais dinheiro conseguiremos ter.

    ... pois obteremos melhores resultados se conseguirmos apostar sempre de forma racional e não emotiva.
  1. Rafaelgarcia 27 Ago 2011 - 21:05
    gostei muito de ler o teu artigo...

    esta de parabéns

    abraço
  1. vspereira 28 Ago 2011 - 00:14

    Parabéns Paulo.
    Este é, na minha opinião, um dos teus melhores artigos! 

    Focaste um dos meus maiores problemas que é "Não gostar (diria mais: Detestar) perder dinheiro"!
    É um ponto que eu ainda não consegui ultrapassar e sei que me está a prejudicar um pouco... no sentido em que me limita a potencialidade de obter melhores resulltados.
    Sou conservador (às vezes demais) exactamente pelo facto de dar demasiado valor aos €.

    É algo que espero, com o tempo, vir a ultrapassar! 

    Mais uma vez parabéns... e vê se voltas rápido que isto anda meio parado...
    Precisamos de mais Tips tuas. 
  1. miguelmlas 31 Ago 2011 - 00:53
    GRANDE!!
  1. psfsan 31 Ago 2011 - 19:33
    Muito Bom
    Volta rápido 
  1. Zeus1973 27 Set 2011 - 00:43
    vspereira escreveu:

    Parabéns Paulo.
    Este é, na minha opinião, um dos teus melhores artigos! 

    Focaste um dos meus maiores problemas que é "Não gostar (diria mais: Detestar) perder dinheiro"!
    É um ponto que eu ainda não consegui ultrapassar e sei que me está a prejudicar um pouco... no sentido em que me limita a potencialidade de obter melhores resulltados.
    Sou conservador (às vezes demais) exactamente pelo facto de dar demasiado valor aos €.

    É algo que espero, com o tempo, vir a ultrapassar! 

    Mais uma vez parabéns... e vê se voltas rápido que isto anda meio parado...
    Precisamos de mais Tips tuas. 

    Estou no mesmo barco que tu. 

    Dou demasiado valor ao dinheiro e acabo por deixar de ganhar muito dinheiro por causa disso.
    Ainda ontem isso aconteceu em duas ou três ocasiões que me deixaram cá com uma azia...
    Risco de valor mínimo e que achei de valor mas para não perder uns trocos não fui e acabou por bater. 

    O mais absurdo na minha situação é que tenho menos "pudor" a apostar nos ditos "desportos americanos" do que no futebol, o que é pura estupidez da minha parte pois é bem mais difícil conseguir ganhar dinheiro como punter nesses desportos do que fazendo trading no futebol.

    É tudo uma questão psicológica, é preciso é conseguir ultrapassá-la... 

Procurar