ONLINE
Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.
United States, the best promotions, bonuses and bookmakers available at:
Take these offers now!

Volume ou qualidade de grind, eis a questão!

Volume ou qualidade de grind, eis a questão!

Um dúvida frequente entre alguns jogadores regulares é se devem dar preferência ao volume ou à qualidade de jogo.

por Academia   |   comentários 0

Sabemos que poker em médio e alto nível requer tempo e volume. Entretanto, com frequência, vejo alguns jogadores regulares com a seguinte questão: dar preferencia ao volume, ou jogar somente enquanto estiver no meu A-Game?

Embora a questão pareça simples, a resposta parece complexa.

Imposição de volume é essencial para se obter bons resultados no longo prazo. Entretanto, com a melhoria de nível gradativa do field, graças a diversos fatores, mas principalmente a facilidade e disseminação de material instrutivo, os jogadores estão a tornar-se melhores. Aqueles muito maus agora já não desperdiçam tanto dinheiro. Jogadores regulares medianos tornaram-se jogadores perigosos e com maior noção do jogo. E os regulares bons ou excelentes têm batalhado entre si com uma frequência muito superior à de há cinco ou seis anos atrás. A cadeia alimentar no poker torna-se, cada vez mais, difícil de ser batida.

Embora tudo isto soe extremamente pessimista e caótico, a verdade é que ainda há muitos jogadores fracos. Na verdade, a imensa maioria do field é fraca. Mas surge uma importante questão que cada jogador deve colocar a si mesmo: bato o jogo se não estiver a jogar o meu A-Game?

Esta é uma pergunta a que só tu poderás responder e é muito importante que sejas sincero. Se achas que sem o teu melhor jogo não consegue vencer, deverias repensar a imposição de volume sobre a qualidade. Embora soe óbvio, convém enaltecer: se achas que não bates o jogo quando não estás no teu melhor, não faz sentido continuar a jogar por horas e mais horas. Se consegues manter-te a jogando o teu melhor jogo por longos períodos de tempo, simples, deves fazê-lo. Se achas que não precisas de estar no teu melhor para ganhar aqueles jogos que vens enfrentando, segue em frente, ao menos até notares que já estás cansado demais e que estás a cometer erros incomuns.

Sempre fui um jogador que impôs muito volume. Entretanto, nos últimos tempos, tenho dado preferencia à qualidade. Isso não quer dizer que esteja a jogar pouco ou que não vou voltar a jogar 10-14hrs todos os dias, como fiz por muito tempo.

O que quero dizer, neste artigo, é que não existe uma regra ou receita específica para se pensar em quantidade de tempo nas mesas. Precisas de te conhecer e de saber o que te dá mais lucro. E, após constatar isso, manter-te disciplinado, mas mutável. Talvez amanhã consigas apostar no volume mais tempo, mantendo a melhor qualidade do teu jogo. Talvez não. O autoconhecimento é essencial para o sucesso neste desporto!

Por fim, parte de ti saber como funciona melhor o teu jogo, como auferes mais lucro e, o principal: conheceres-te enquanto jogador de poker.

Daniel Dornelles

Partilhar "Volume ou qualidade de grind, eis a questão!" via: