ONLINE
131
Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.
  Visit our site available at: Go to Online Betting Academy
           

O fator casa é ainda mais importante nos jogos a eliminar


O fator casa é ainda mais importante nos jogos a eliminar

Quando for fazer a análise de um jogo a eliminar, tenha em conta a vantagem de jogar em casa!

Neste artigo vão ser analisadas as estatísticas da Copa Libertadores de 2013 e 2014, e ainda falarei de alguns exemplos de jogos reais!

Neste artigo, quero partilhar um tema que tenho observando há algum tempo, e que me tem trazido vantagens como apostador.

Quando for fazer a análise de um jogo a eliminar, tenha em conta a vantagem de jogar em casa!

Este aspeto vale muito mais em jogos a eliminar do que em campeonatos normais (onde valem os pontos). Mesmo que a equipa que joga fora seja favorita, pense duas vezes antes de apostar a favor dela.

Nos jogos de eliminação, as equipas que jogam fora de casa fecham-se no seu meio-campo, de forma a deixar a sua defesa mais protegida, com o intuito de não sofrer golos e resolver a questão em casa, frente aos seus adeptos.

Além disto, os jogadores da equipa da casa num jogo eliminatório parecem dar mais do que o que podem, são mais intensos, correm mais de noventa minutos sem se preocupar com o físico.


O exemplo da Copa Libertadores:

A Copa Libertadores mudou o seu formato a partir de 2013, por isso apenas a analisaremos a partir daí!

Na edição de 2013 houve 54% de vitórias da equipa da casa, 74 das 138 partidas disputadas. Já na edição de 2014 houve 58% de vitórias caseiras, ou seja 80 em 138 partidas disputadas.

Isto pode ser facilmente pesquisado na página de Estatísticas Avançadas da Academia.

estatisticas-avancadas-copa-libertadores-2013-2014

Com uma analise mais detalhada, se retirarmos os jogos da “2ª Ronda” que são disputados em grupos de 4 equipas onde passam as 2 melhores, já não sendo jogos típicos de eliminação, as estatísticas reforçam ainda mais a ideia que o fator casa tem muita importância!

  Copa Libertadores da América 2013
  CASA EMPATE FORA
  nº jogos % nº jogos % nº jogos %
1ª Ronda 7 58% 4 33% 1 8%
2ª Ronda jogos de grupos (não é eliminação normal)
Oitavos de final 10 63% 2 13% 4 25%
Quartos de final 2 25% 5 63% 1 13%
Semifinais 4 100% 0 0% 0 0%
Finais 2 100% 0 0% 0 0%
total jogos a eliminar 25 60% 11 26% 6 14%

  Copa Libertadores da América 2014
  CASA EMPATE FORA
  nº jogos % nº jogos % nº jogos %
1ª Ronda 10 83% 0 0% 2 17%
2ª Ronda jogos de grupos (não é eliminação normal)
Oitavos de final 7 44% 6 38% 3 19%
Quartos de final 4 50% 3 38% 1 13%
Semifinais 4 100% 0 0% 0 0%
Finais 1 50% 1 50% 0 0%
total jogos a eliminar 26 62% 10 24% 6 14%

Note: nos dados acima analisamos sempre apenas as vitórias dentro dos 90 minutos de jogo, que é o que conta para as apostas normais 1X2. Vitórias em prolongamento ou grandes penalidades contaram como empates nos resultados acima.


Quem não se lembra dos grandes jogos a eliminar, especialmente os das equipas Sul Americanas?

Para os brasileiros, foram especialmente emocionantes os do ano de 2013/2014. Em 23/01/2013, o São Paulo venceu o Bolivar por 5x0 jogando em casa, e uma semana depois, perde por 3x4 jogando fora. Nos oitavos de final, Tigre 2 Olímpia 1 e duas semanas depois, Olímpia 2 Tigre 0.

galo-estadio-governador-magalhaes

E isto é só o começo.

Quem não se lembra dos jogos emocionantes do Atlético Mineiro na Libertadores de 2013? Quem não se lembra do jogo contra o Tijuana? O primeiro jogo ficou 2x2 e a claque do Atlético, tal como eu, imagina: agora é fácil, é só encher o estádio e comemorar a passagem para a meia-final, mas como no futebol, nenhuma vitória é certa, o jogo fica difícil para o Galo e aos 90 minutos o resultado era 1x1 e o Tijuana precisando de um golo para ficar com a vaga na meia-final. Nos últimos lances do jogo, já aos 93 minutos, eis que acontece o que o Tijuana acreditará ser um milagre: penalty a seu favor, todos os seus jogadores comemoram, estavam a um pequeno passo de ir à meia-final, era só converter o penalty e pronto, a vaga era sua. Nos jogadores do galo, uma deceção enorme, todo seu esforço fora em vão, só se esqueceram que na baliza havia alguém que ainda não tinha desistido, assim como Riascos tinha a certeza que ia marcar, Victor acreditava que podia defender aquela bola, e assim o fez, os adeptos do galo vibraram mais com a defesa do Victor do que com os golos marcados até então.


Na Taça do Brasil, ano de 2014, a minha teoria sobre o favoritismo de jogar em casa nos jogos a eliminar ficou ainda mais forte.

Primeiro jogo, Corinthians 2 Atlético 0 e novamente um grande espetáculo esperado em Minas Gerais. Estádio lotado acreditando no milagre da vitória do galo por 3x0, mas aos 5 minutos da primeira parte, Guerreiro marca e cala o estádio, mas o galo não desiste e aos 24 minutos, empata e acaba por ganhar 4x1.

Depois é a vez do Flamengo ganhar no seu estádio por 2x0 e novamente o galo guarda o espetáculo para os seus adeptos em Belo Horizonte. O que acontece? O Flamengo abre as hostilidades aos 34 minutos calando o estádio Independência, mas os jogadores do Atlético voltaram a superar-se e, ao intervalo o jogo já estava 1x1 acontecendo a reviravolta na segunda parte com golos aos 57, 81 e 85 minutos ganha ao jogo seguindo para a final onde apenas faltava derrotar o Cruzeiro para ficar com a taça.


É por estes exemplos e por muitos outros que acompanhei, que estou convencido que os jogos a eliminar têm uma mística diferente, algo que atiça os jogadores e que transforma a sua forma de jogar.

Espero ter contribuído um pouquinho para o vosso conhecimento.

Um grande abraço a todos!

 

Partilhar "O fator casa é ainda mais importante nos jogos a eliminar" via:

Enviar Comentário

Comentários (5)


  1. joao paulo de amorim 20 Abr 2015 - 05:23
    Muito bom mesmo , isso só reforça como encaro jogos de copa no brasil e ame rica do sul ...
  1. Edinaldo BB 21 Abr 2015 - 23:01
    Muito bom mesmo.
  1. Tiago Teodoro Rodrigues 02 Mai 2015 - 04:40
    Verdade mesmo, quando é mata- mata, a torcida, tudo conspira pra quem tá jogando em casa, libertadores e até liga dos campeões.
  1. cezargeografo 04 Mai 2015 - 02:43
    Excelente!
  1. RN01 12 Mai 2015 - 15:00
    Belo Artigo....É isso mesmo...O mando de campo em competições sul-americanas é fator decisivo,vide Brasileirão e Libertadores...Quem não se lembra do Atlético mineiro, Com a Expressão "Galo doido ou Caiu no Horto tá morto", São comportamentos que transcendem da arquibancada e chega até o campo, e do Corinthians..." Caiu em Itaquera já Era" O time compra este discurso e dá mais que 100% em suas partidas em casa.