ONLINE
7
Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.
  Visit our site available at: Go to Online Betting Academy
           

Tempo passado longe da mesa é tão importante como Tempo passado a jogar


Tempo passado longe da mesa é tão importante como Tempo passado a jogar
"Apesar do conceito de jogar mais mãos para aprender póquer mais rapidamente ser verdadeiro, o tempo passado longe da mesa pode, muitas vezes, ser mais proveitoso para os jogadores."

Quando descobri o póquer online, queria jogar sempre que tinha oportunidade. Ainda quero. Estar à espera na fila ou ficar de molho no banho já não é tempo perdido, mas sim mais uma oportunidade de jogar póquer online.
 
Pede a qualquer jogador profissional de póquer uma dica, apenas uma dica para novatos que queiram melhorar o jogo e uma grande percentagem dirá ao principiante para jogar o máximo que puder. Quantas mais mãos de póquer se jogam, seja em jogos a dinheiro ou em torneios, mais rapidamente se aprende. Pelo menos é esta a ideia. Apesar do conceito de jogar mais mãos para aprender póquer mais rapidamente ser verdadeiro, o tempo passado longe da mesa pode, muitas vezes, ser mais proveitoso para os jogadores.
 
Todos os jogadores de póquer, independentemente do nível de aptidão e experiência, deveriam perder tempo a estudar o jogo e a tentar melhorar o próprio jogo. Hoje em dia, podemos fazê-lo facilmente graças à diversidade de software de póquer e de páginas de treino de póquer online que encheram o mercado nos últimos anos. Devias tentar arranjar um meio termo entre o tempo que passas a jogar póquer e o que passas a estudar o jogo. Pessoalmente, prefiro usar um sistema 3-para-1, em que por cada três horas passadas a jogar, estudo uma.
 
Ferramentas como o Holdem Manager e o Poker Tracker são preciosas para os jogadores que querem estudar os seus resultados e encontrar falhas, tanto no próprio jogo como no dos adversários e muitas vezes a despesa que foi feita é rapidamente compensada após meia dúzia de utilizações. Sentares-te após uma sessão de póquer a rever as mãos que jogaste, com uma destas ferramentas, é uma óptima forma de melhorares o teu jogo e de te livrares dos demónios que te levam a "tiltar".
 
O que deves procurar quando revês o historial das tuas mãos? Eu começo por olhar para os maiores potes que perdi e ver se poderia ter feito algo de forma diferente. Depois viro o cenário ao contrário e vejo os maiores potes que ganhei. Por vezes descubro que tive muita sorte ao ganhar um pote grande, o que é bom de relembrar, porque os jogadores de póquer esquecem facilmente as vezes em que tiveram sorte ao jogo, mas lembram-se sempre das vezes em que não tiveram.
 
Como jogador de torneio, passo também algum tempo a rever as partes em que podia potencialmente ter roubado as blinds, em que podia ter feito three-bet all in para ganhar fichas e as oportunidades perdidas de pôr o meu pequeno molho de fichas no centro da mesa. Por outras palavras, procuro situações e cenários em que possivelmente perdi algum dinheiro.
 
Outra área a estudar é a amplitude de mão dos teus adversários e como é que a tua mão vence contra essa amplitude. Desliga a opção de ver sempre as cartas "hole" dos adversários e estuda a mão jogada a jogada, para veres como é que a tua mão se sai contra as possíveis mãos do adversário. Acredita quando te digo que ficarás muitas vezes surpreso com a qualidade da tua mão e também como estavas ultrapassado.
 
O tempo passado longe da mesa não serve só para estudar o jogo e melhorar. Muitas vezes, fazer um intervalo de um ou dois dias faz maravilhas ao teu jogo, porque vais-te sentir fresco e concentrado, o que significa que tens muito menos probabilidades de sofrer do desgaste que tantos jogadores de póquer e de outros desportos sofrem. Ter "hobbies" e interesses para além do póquer pode ter um efeito positivo no teu jogo, toda a gente precisa de um escape ocasional do jogo, especialmente quando as fichas estão a acabar e as coisas não estão a correr bem.

in Apostas Betfair

betfair

Partilhar "Tempo passado longe da mesa é tão importante como Tempo passado a jogar" via:

Enviar Comentário

Comentário (0)