ONLINE
4
Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.
  Visit our site available at: Go to Online Betting Academy
           

Como reagir a um red? Analisar, fechar posição e começar de novo.


Como reagir a um red? Analisar, fechar posição e começar de novo.

Antes de mais, quando as coisas correm mal, devemos tentar perceber o porque é que falhamos: análise totalmente errada, análise certa e este acontecimento faz parte da probabilidade, azar...

Mas independentemente de qualquer que seja a conclusão do porquê, aquilo que eu faço é fechar a minha posição, sempre.


Mesmo sendo um apostador muito experiente, não estás livre de fazeres uma entrada no Under, e logo de seguida acontecer um golo inesperado ou contra a corrente do jogo.

Quando isto te acontece, fechas a tua posição e continuas como se nada se tivesse passado?

De facto isso acontece-me muitas vezes, eu faço a minha leitura e o jogo vai contra mim. E isso pode acontecer por várias razões:

  • Porque a minha análise estava errada, pode-me ter escapado alguma coisa e a análise simplesmente estava errada – temos que saber admitir que isto pode acontecer;
  • Pode a análise estar certa, mas aquilo que aconteceu simplesmente fazer parte da probabilidade;
    • Por exemplo: eu posso achar que o Benfica tem 90% de probabilidades de marcar primeiro e a minha análise até estar certa mas, mesmo assim, a estatística diz-nos que 1 em cada 10 vezes o Benfica não vai marcar primeiro, vai ser a outra equipa a marcar primeiro.
    • Então devemos perceber se não fizemos nada errado e simplesmente o que aconteceu faz parte da probabilidade.
  • Ou o que também pode acontecer é ser azar.
    • Por exemplo: o Benfica pode já ter enviado 2 bolas a trave e ter falhado um penálti, mas num contra-ataque a outra equipa marcou.
    • Aqui efectivamente foi azar.

O que quero dizer com isto é que quando as coisas correm mal, devemos tentar perceber o porque é que falhamos.

  • Se foi azar, o mais provável é manter a minha aposta.
  • Se faz parte da probabilidade, aí depende, tenho de voltar a analisar o jogo a partir daí, e pode compensar manter a minha aposta ou não.
  • Se errei totalmente a minha análise, há que aceitar o facto, aprender com o erro e perceber que o erro também faz parte deste trabalho.

Mas independentemente de qualquer que seja a conclusão do porquê, aquilo que eu faço é fechar a minha posição, sempre.

E isto é extensível também para quando acerto a análise: sempre que há um golo eu fecho sempre a minha posição.

E obriguei-me mesmo a fazer isto, ou seja, eu não penso nestes casos: se há um golo quando eu estou no mercado, e isso representa sempre uma variação muito grande dos meus ganhos ou das minhas perdas (relativamente ao rendimento dos trades no período de oscilação normal do mercado sem golos), eu fecho sempre a minha posição e começo a pensar a partir daí.

Se houve um golo e eu perdi por exemplo 1000, eu fecho a minha posição e começo a partir daí a trabalhar de novo, só que em vez de começar a partir do zero, começo a partir do -1000. E a partir daqui o meu objectivo já não é chegar ao final a ganhar dinheiro, mas sim com um resultado superior aos 1000 negativos.

Isto é importante a nível emocional, ser capaz de chegar ao final do jogo por exemplo com -600 e conseguir ficar contente. É certo que perdi 600, mas faz diferença fechar aquele momento com -1000 e perceber que houve um ganho dali para a frente.


Exemplo prático

Aquilo que me acontecia muitas vezes antes de me obrigar a fechar sempre após um golo (fosse lucro ou prejuízo) era o seguinte:

  • Eu estava a favor de uma equipa qualquer, e essa equipa sofria um golo
  • Eu não fechava a minha posição e ficava ali a olhar… para que o jogo decorresse e aquilo que eu fazia era “rezar” para que houvesse um golo da minha equipa.
  • Mas não fazia nada, estava ali simplesmente a olhar…
  • E depois fui percebendo que havia ali momentos em que se eu não estivesse a “rezar” simplesmente, e se eu estivesse a trabalhar, eu iria conseguir reduzir as minhas perdas.
  • Mas como eu estava ali preso à posição que eu tinha inicialmente eu não conseguia fazer mais nada…

Então para me ajudar no controlo emocional, e porque nós somos pessoas e não somos robôs, eu fecho desde logo a minha posição. Depois, com a posição fechada, eu sou mais capaz de analisar o jogo e o mercado sem emoção e perceber o que é que tem mais valor: continuar com a posição que tinha anteriormente, abrir uma posição contrária, ou não fazer nada.

O caso contrário também ilustra, talvez até melhor, a razão de fechar sempre a posição após um golo:

  • Eu estava a favor de uma equipa, e ela marcou golo
  • A odd dessa equipa depois desceu muito, e eu não era capaz de fechar a posição, mesmo nessa odd já baixa
  • Mas aquilo que eu pensava era que a ia estar a fechar e perder parte do meu lucro, se o mais provável era essa equipa ganhar (até porque já tinha marcado golo)
  • No entanto, se tivesse fechado a minha posição e pensasse: vou entrar a favor desta equipa que está a ganhar à odd 1.10? Aí a resposta era claramente não, a odd não compensa o risco.

Sendo assim, e se responder a esta questão era tão claro para mim, obriguei-me a fechar a minha posição sempre após o golo, quer fosse em lucro ou em prejuízo.

Abraço,
PR


analisar, azar, distribuir prejuizos, erro, fechar posição, probabilidade, recomeçar, red

Partilhar "Como reagir a um red? Analisar, fechar posição e começar de novo." via:

Enviar Comentário

Comentários (3)


  1. Quark 15 Out 2014 - 14:32
    Excelente artigo! A auto-imposição de disciplina é sem dúvida um fator chave para atingir a consistência! Se formos incapaz de fazê-lo, muito provavelmente nao conseguiremos evoluir!
    Saudações
  1. Quark 15 Out 2014 - 14:33
    Correção : " incapazes"
  1. saf40 06 Nov 2014 - 22:35
    Eu posso dizer que a minha melhor reação contra os reds foi quando aprendi a saber não fazer nada, ou seja, parei e utilizei esse tempo para completar curso todo, visionei diversas vezes os mesmos vídeos, li o teu livro que praticamente era-me fácil de perceber depois do curso, mas que dei imensa importância na parte final e reparei como traders como o Ivo trabalhavam. Hoje dou os primeiros passos já com algum sucesso, sendo ainda insignificante a minha banca, mas já começo a ter mais lucros do que perdas e com reds sempre presentes. O red encaro-o naturalmente como parte do trabalho onde acontece-me 30% ou 40% da stake e onde com a outra percetagem de stake tenho conseguido dar a volta.