ONLINE
2
Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.
  Visit our site available at: Go to Online Betting Academy
           

Tour de França 2012: a prova rainha do ciclismo


Tour de França 2012: a prova rainha do ciclismo
A volta à França (Le Tour de France) é a prova mais importante do ciclismo mundial. A Sportingbet, a Bet365 e a Betfair sabem disso e abriram mercados de apostas neste grande evento!

Este ano, na sua 99º edição, decorre de 30 de Junho a 22 de Julho, e conta com 1 prólogo mais 20 etapas, duas das quais em contra-relógio individual, num total de 3497km!

O site da Bet365 terá transmissões em directo desta prova! O canal RTP Informação também fará emissões diárias comentadas das 13h00 às 16h40.

Várias casas de apostas abriram apostas para este grande evento desportivo.

Na Bet365 podes apostar no vencedor de cada etapa, e ainda comparando ciclistas dois a dois, qual deles ficará à frente do outro!

Na Sportingbet estão abertos os mercados de quem vencerá o Tour de France no final e quem terá lugar no pódio.

Na Betfair, além dos vencedores por etapa e final, tens mercados para o Top 6, Nacionalidade dos Vencedores, na Equipa dos Vencedores, se um corredor vai ganhar pelo menos uma etapa, Classificação da Montanha, etc.

Se gostas e acompanhas o Ciclismo, usa essa vantagem de conhecimento nos mercados de apostas desportivas.


STAGE Tipo Data Início e Fim Ditância Mais infos
 
 
 
 
 
 
P Prólogo Sábado, 30 Junho Liège > Liège 6.4 km
1 Plana Domingo, 1 Julho Liège > Seraing 198 km
2 Plana Segunda, 2 Julho Visé > Tournai 207.5 km
3 Média Montanha Terça, 3 Julho Orchies > Boulogne-sur-Mer 197 km
4 Plana Quarta, 4 Julho Abbeville > Rouen 214.5 km
5 Plana Quinta, 5 Julho Rouen > Saint-Quentin 196.5 km
6 Plana Sexta, 6 Julho Épernay > Metz 207.5 km
7 Média Montanha Sábado, 7 Julho Tomblaine > La Planche des Belles Filles 199 km
8 Média Montanha Domingo, 8 Julho Belfort > Porrentruy 157.5 km
9 Contra-relógio individual Segunda, 9 Julho Arc-et-Senans > Besançon 41.5 km
- Dia de descanso Terça, 10 Julho Repos
10 Alta Montanha Quarta, 11 Julho Mâcon > Bellegarde-sur-Valserine 194.5 km
11 Alta Montanha Quinta, 12 Julho Albertville > La Toussuire - Les Sybelles 148 km
12 Média Montanha Sexta, 13 Julho Saint-Jean-de-Maurienne > Annonay Davézieux 226 km
13 Plana Sábado, 14 Julho Saint-Paul-Trois-Châteaux > Le Cap d'Agde 217 km
14 Alta Montanha Domingo, 15 Julho Limoux > Foix 191 km
15 Plana Segunda, 16 Julho Samatan > Pau 158.5 km
- Dia de descanso Terça, 17 Julho Repos
16 Alta Montanha Quarta, 18 Julho Pau > Bagnères-de-Luchon 197 km
17 Alta Montanha Quinta, 19 Julho Bagnères-de-Luchon > Peyragudes 143.5 km
18 Plana Sexta, 20 Julho Blagnac > Brive-la-Gaillarde 222.5 km
19 Contra-relógio individual Sábado, 21 Julho Bonneval > Chartres 53.5 km
20 Plana Domingo, 22 Julho Rambouillet > Paris Champs-Élysées 120 km

Nome

apostas, bet365, betfair, ciclismo, sportingbet, tour de france

Partilhar "Tour de França 2012: a prova rainha do ciclismo" via:

Enviar Comentário

Comentário (16)


  1. Andrelot 02 Jul 2012 - 19:23
    Apostas Ciclismo: Festa Britânica no Tour de France?

    Depois do anúncio da ausência de Andy Schleck da Volta a França, o leque de candidatos diminuiu e há dois nomes que, cada vez mais sobressaem como grande candidatos à vitória em 2012.


    Para quem não percebe o porquê do favoritismo de Bradley Wiggins, tem aqui algumas das razões...

    http://apostas.betfair.com/sports/ciclismo/apostas-ciclismo-festa-britanica-no-tour-de-france-180612-247.html
  1. Aprenet 02 Jul 2012 - 19:38
    Boas,

    Tb penso k este ano a vitoria nao vai fugir ou ao Wiggins ou ao Evans.. mts contra relogios e nao existe praticamente alta montanha..
    o k vai ter mais interesse ate e a camisola verde entre o Sagan, Petachi ou Greipell.. e nao me acredito k o cavendish chegue ao fim do tour..
  1. NunoM79 02 Jul 2012 - 21:14
    Concordo . O Cavendish deve desistir na segunda semana, para preparar os jogos olimpicos. Cuidado ,porque a montanha pode enganar. Ha pelo menos 3 etapas muito dificeis... Eu pessoalmente não acredito no Evans.
  1. Afonso06 05 Jul 2012 - 11:54
    Acham que o cancellara tem hipoteses de ganhar o tour?
  1. Andrelot 05 Jul 2012 - 12:47
    Salazar76 escreveu:
    Acham que o cancellara tem hipoteses de ganhar o tour?

    Só um gigantesco milagre. Pode ganhar tempo nos contra-relógios, mas nunca em quantidade suficiente para compensar na Montanha, onde irá perder às dezenas de minutos...
  1. Andrelot 05 Jul 2012 - 12:50
    Apostas Volta a França: Greipel procura explorar consequências da queda de Mark Cavendish


    Depois de rodar vários anos na roda de Cavendish, Greipel quer mostrar certamente que tem valor para lutar nos sprints lado a lado com o campeão mundial.

  1. Sardinha 05 Jul 2012 - 12:55
    Tour: Uma locomotiva chamada Greipel.

    Alemão beneficiou do trabalho perfeito do comboio da Lotto e averbou a segunda vitória da carreira no Tour, a primeira nesta edição. Mark Cavendish caiu perto do final da 4ª etapa, que viu Fabian Cancellara manter a camisola amarela.

    O pelotão levou mais de 5 horas para percorrer os 214.5kms entre Abbeville e Rouen numa tirada que ficou novamente ensombrada por uma queda colectiva nos últimos kms e que vitimou vários ciclistas, incluindo Mark Cavendish.

    Yukiya Arashiro (Europcar), David Moncoutie (Cofidis) e Anthony Delaplace (Saur-Sojasun) constituíram a fuga do dia logo no arranque da etapa. O trio chegou a ter mais de 8 minutos de vantagem em relação ao pelotão mas a Radioshack numa primeira fase e posteriormente as equipas dos sprinters mantiveram a fuga sempre controlada.

    Já dentro dos derradeiros 10kms e com todos os fugitivos já obsorvidos Samuel Dumoulin (Cofidis), Sylvain Chavanel (Omega Pharma-QuickStep) e Wout Poels (Vacansoleil-DCM) tentam surpreender e lançam um ataque. O trio consegue criar alguma vantagem mas a cerca de 3,5kms da meta são neutralizados pelo pelotão que, nesta altura, já circulava a um ritmo bem vivo.

    Pouco depois dá-se a queda do dia. Mark Cavendish (Sky), um dos favoritos à vitória na etapa, é uma das vítimas em conjunto com o seu colega de equipa Bernhard Eisel (Sky) e Robbie Hunter (Garmin-Sharp). Melhor sorte tiveram Peter Sagan (Liquigas-Cannondale) e o camisola amarela Fabian Cancellara (RadioShack-Nissan) que evitaram por pouco o desaire colectivo.

    Os principais beneficiados com a queda foram os comboios da Lotto Belisol, Greenedge e Argos-Shimano que escaparam ilesos e puderam concentrar os esforços no lançamento dos seus sprinters.

    Na recta da meta Greipel provou que é um dos homens mais rápidos em prova. O alemão largou a roda do companheiro Greg Henderson a cerca de 200 metros para o fim e lançou um sprint cirúrgico. Alessandro Petacchi (Lampre) deu tudo mas não teve pernas para ultrapassar Greipel e teve de se contentar com o segundo lugar. Já Tom Veelers (Argos-Shimano) terminou na terceira posição.

    No final da etapa André Greipel, ex-lançador de Mark Cavendish, elogiou o trabalho da sua equipa: “Estou muito feliz hoje. A minha equipa deu-me imenso apoio e estou muito feliz por poder contar com eles. São ciclistas muito fortes e felizmente tenho bons lançadores que me permitiram alcançar o meu objectivo: vencer uma etapa. Estou radiante”

    Fabian Cancellara chegou integrado no grupo principal e segura a camisola amarela enquanto que Peter Sagan cimentou a liderança da classificação dos pontos. O eslovaco tem agora 147 pontos, mais 55 que o segundo classificado Matthew Goss.

    Quanto à participação lusa, tanto Rui Costa (Movistar) como Sérgio Paulinho (Saxo Bank) escaparam ilesos aos incidentes da tirada e chegaram integrados no pelotão.



    Classificação da Etapa:

    1 André Greipel (Ger) Lotto Belisol Team 5:18:32
    2 Alessandro Petacchi (Ita) Lampre - ISD
    3 Tom Veelers (Ned) Argos-Shimano
    4 Matthew Harley Goss (Aus) Orica GreenEdge Cycling Team
    5 Peter Sagan (Svk) Liquigas-Cannondale
    6 Jonathan Cantwell (Aus) Team Saxo Bank-Tinkoff Bank
    7 Daryl Impey (RSA) Orica GreenEdge Cycling Team
    8 Kris Boeckmans (Bel) Vacansoleil-DCM Pro Cycling Team
    9 Edvald Boasson Hagen (Nor) Sky Procycling
    10 Ruben Perez Moreno (Spa) Euskaltel - Euskadi

    (...)

    65 Rui Alberto Faria Da Costa (Por) Movistar Team
    91 Sergio Miguel Moreira Paulinho (Por) Team Saxo Bank-Tinkoff Bank

    Classificação Geral:

    1 Fabian Cancellara (Swi) RadioShack-Nissan 20:04:02
    2 Bradley Wiggins (GBr) Sky Procycling 0:00:07
    3 Sylvain Chavanel (Fra) Omega Pharma-Quickstep
    4 Tejay Van Garderen (USA) BMC Racing Team 0:00:10
    5 Edvald Boasson Hagen (Nor) Sky Procycling 0:00:11
    6 Denis Menchov (Rus) Katusha Team 0:00:13
    7 Cadel Evans (Aus) BMC Racing Team 0:00:17
    8 Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Cannondale 0:00:18
    9 Ryder Hesjedal (Can) Garmin - Sharp
    10 Andreas Klöden (Ger) RadioShack-Nissan 0:00:19

    (...)

    35 Rui Alberto Faria Da Costa (Por) Movistar Team 0:00:42
    134 Sergio Miguel Moreira Paulinho (Por) Team Saxo Bank-Tinkoff Bank 0:10:17

    in EuroSport
  1. Sardinha 06 Jul 2012 - 18:10
    Diário do Tour

    Queda no Tour com consequências para a Movistar que tem o líder Alejandro Valverde atrasado face aos rivais diretos. Rui Costa (21º a 0:42 da amarela) escapou à confusão, num dia negativo e que deixou marcas físicas na formação espanhola.

    Hoje foi um dia de loucos. Tudo apontava para uma chegada ao sprint e já sabíamos que haveria que ter cuidado para as confusões no final, mas com a chuva tudo mudou.

    Por volta do km 40, eu, o Alejandro Valverde e o Ivan Gutierrez caímos e logo aí vimos que o dia não ia ser fácil. Foi-se passando a etapa e o stress aumentou. Quando se circula a 70/75 km/hora qualquer distração pode ser fatal e foi isso que aconteceu na queda final que viria a marcar o dia.

    A estrada estava molhada, alguém caiu e depois foi o efeito dominó para meio pelotão. Eu ia nos 50 primeiros, mesmo à frente de onde tudo começou, e não me apercebi o que provocou a queda. Tivemos o azar de o Valverde ter sido apanhado na confusão, houve um ciclista que lhe bateu por trás, ele voou vários metros e ainda houve outro corredor que lhe caiu em cima. Nesta altura tem dores no joelho direito, mas não teve que ir ao hospital, ao contrário do Ivan Gutierrez e do Imanol Erviti, sobretudo o Erviti que tem uma ferida profunda na parte de cima da coxa (que eu vi, mas nem devia ter visto tal era o mau aspeto que tinha).

    Escusado será dizer que se trata de um dia extremamente negativo para nós. Os 2:09 que perdeu o Valverde são significativos, mas não decidem nada. Vamos ver como a equipa recupera para amanhã, mas mesmo que não venhamos a perder corredores devido às lesões podem imaginar em que forma vai estar a equipa para a primeira etapa de montanha…

    ESTOU NA FRENTE, MAS O LÍDER CONTINUA A SER O VALVERDE

    Por mais que tenha chegado na frente, hoje isso é-me indiferente. O Valverde é o líder, é o homem que dá confiança e perdeu tempo significativo. Sinceramente preferia não ter chegado na frente e que tivéssemos o Valverde em melhor posição na geral.

    Claro que tudo pode ainda acontecer. Uma fuga, uma queda, falta muito para terminar o Tour. É certo que para homens como o Robert Gesink e o Frank Schleck, que se defendem menos bem no contra-relógio, terem nesta fase mais de dois minutos perdidos para o Bradley Wiggins torna tudo muito mais difícil e no final do Tour isso fará a diferença. Tudo parece correr bem ao Wiggins, que tem uma grande equipa para a montanha e além disso vê alguns adversários diretos perderem tempo.

    Quanto a mim, fisicamente tenho vindo a melhorar, embora ontem me tenha voltado a doer o gémeo direito, onde no ano passado já tive uma contratura. O massagista trabalhou esta zona e já me sinto melhor, espero continuar a evoluir favoravelmente.

    Devido a estas circunstâncias de corrida sou o melhor Movistar na geral, mas nem por isso me sinto mais pressionado. Até agora só tivemos etapas planas, a montanha vem agora, por isso vamos ver como me sinto no sábado porque isso pode-me ajudar a perceber como estão as pernas.

    in EuroSport
  1. Andrelot 07 Jul 2012 - 12:49
    Que comece a Montanha!


    Hoje começa a verdadeira montanha. Depois de 6 etapas discutidas ao sprint, com a confirmação do fenómeno Peter Sagan a vencer por 3 vezes, esta é a primeira etapa que pode criar ainda mais distâncias entre alguns dos principais candidatos à vitória.

    http://apostas.betfair.com/sports/ciclismo/apostas-volta-a-franca-que-comece-a-montanha-070712-248.html
  1. Andrelot 09 Jul 2012 - 13:58
    Apostas Volta a França: Surpresa de Froome?



    O contra-relógio individual de hoje será um intervalo nas montanhas, mas não será uma tarefa fácil para os pretendentes à Camisola Amarela, afirma Tobias Gourlay.

    http://apostas.betfair.com/sports/ciclismo/apostas-volta-a-franca-surpresa-de-froome-090712-248.html