Ver versão desktop
ONLINE
3
Menu
Começar Pontos Academia Curso Tips    Análises    Procurar Tips Estatísticas de Futebol Estatísticas de Ténis Estatísticas de Basquete Estatísticas de MotorSports Artigos Promoções Concursos Fórum

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.
  Visit our site available at: Go to Online Betting Academy
           

Factores potenciadores de sucesso nas Apostas Desportivas


Factores potenciadores de sucesso nas Apostas Desportivas
Resulta de 4 meses de acompanhamento diário deste mundo e de muitas (mesmo muitas horas “perdidas”) a estudar/aprender. Li muito, vi todos os videos do Paulo, testei muitas coisas...

Neste tópico irei opinar sobre os diversos factores de sucesso/insucesso nas apostas desportivas.

Espero que entendam o que aqui expresso e que “critiquem” caso não concordem com o teor de algumas afirmações.

Um agradecimento especial ao Paulo Rebelo (que ainda não tive a oportunidade/prazer de conhecer pessoalmente). Também um agradecimento a todos os moderadores e utilizadores deste espaço pela excelente ajuda que dão a todos!

A nivel mais pessoal, um agradecimento público à minha esposa/filho que têm “aguentado” muito a minha “ausência” no dia a dia enquanto me vou dedicando a isto! Sei que consideram isto um investimento nosso!

Factores potenciadores de sucesso nas Apostas Desportivas / Trading Desportivo:

  • Metódico / Disciplinado:

factores-sucesso-apostas-p1Este ponto tem a haver, em grande medida, com muito do que aqui coloco de seguida.

Com toda a certeza neste "mundo" surgem situações inesperadas e de grande stress (Exemplo: um evento qualquer em que o que apostamos está contra nós e o red no momento é considerável). Ter a clarividência para o encarar pelo melhor ângulo (ou seja, conseguir ter cabeça fria para poder pensar sobre o facto) não é fácil e só é trabalhado pela via da experiência acumulada ao longo de dezenas e dezenas de jogos (para não dizer centenas).

Entrar em stress, bloquear ou agir por impulso tem concerteza Valor Esperado Negativo (VE-). Daí a importância da disciplina.


  • Concentração / capacidade de reacção:

Em trabalho live a exigência tende a ser grande pois o mercado é dinâmico. Como tal, a capacidade de concentração em diversos factores/detalhes de jogo pode fazer toda a diferença (Ex: fazer rapidamente Back à equipa que vai marcar um canto antes que as odds baixem muito pelo facto de haver muitos apostadores a meterem ordens Back ao mesmo tempo, comendo os Lays por ali abaixo).

Logicamente que este ponto é de importância especial no trading, ao passo que no mero Punting não tem impacto pois a aposta será mantida até ao fim do evento.


  • Dominio ferramentas informáticas:

Uma vez que todo este processo de apostas é feito via equipamentos informáticos, ter conhecimento global do seu funcionamento será concerteza uma mais valia.

Como instalar os programas (bots), como aceder às contas casas apostas, como encontrar a informação que necessitamos na web, etc, etc, etc.


  • Dominio lingua inglesa:

Cada vez mais um factor de sucesso. Trabalhar global obriga a comunicação global.

Sites, Software, termos técnicos, manuais, técnicas... quase tudo neste meio surge nesta lingua.

Logicamente que vai sempre depender do mercado onde trabalham e assim pode também ser uma mais valia o conhecimento de outras linguas como o Espanhol (para mim o Portuguenhol!), Italiano, etc. Aqui encontro uma vantagem para os Tugas que, por norma, se safam muito bem nestes idiomas (não há duvida que somos um povo muito “poliglota”).


  • Gosto do desporto em causa (potencializa o conhecimento nesse desporto e seu seguimento):

factores-sucesso-apostas-p2Entendo que este factor é preponderante para o acompanhamento das noticias do mercado de uma forma mais próxima e natural. Gostando do desporto em causa, o acompanhemento de tudo o que o rodeia fica mais facilitado.

Que jogador está lesionado? Quais as declarações dos treinadores? Qual o momento de forma das equipas? Como joga esta ou aquela equipa? Esta substituição vai ter que efeito na equipa? Qual o momento de forma da equipa?

Todas estas (e muitas outras) questões ficam mais simples quando se gosta do que se faz...


  • Ter equipameto IT adequado (principalmente em momentos de crise):

Sendo o equipamento Informático a base do nosso trabalho, as coisas complicam-se se este falha em situações em que estamos expostos (pois as perdas podem ser desastrosas).

Logicamente, fica dificil (e caro) fazer redundância de tudo... mas, temos que ter sempre o Plano B!

Que fazer se faltar a electricidade? (Ter uma UPS ou portátil pode resolver o problema)
Que fazer se a net falhar? (ter outro serviço: net movel, ter net no telemóvel, por exemplo)
Que fazer se o PC avariar de repente? (ter outro PC, net no telemovel, etc)

Pessoalmente acho que, hoje em dia, ter telemovel com internet resolve todos estes problemas de forma practica e rápida. Eu, até à pouco tempo, não tinha... testei e fiquei convencido. É a forma mais económica e garantida (para emergências).


  • Gestão de banca:

Este é um dos pontos mais importantes neste mundo de apostas.

Afinal o que é a “Gestão de Banca”?
De uma forma simplista consiste em definir a forma/montante/modo que aplicamos o nosso dinheiro (banca).

Este assunto vai depender do perfil do apostador. Sendo conservador vai aplicar uma % mais reduzida, sendo mais “liberal” vai “arriscar” uma % maior. O que é certo ou errado? Como diz o Paulo Rebelo: “DEPENDE!”

Qual a aposta máxima a colocar? Na minha óptica é fundamental definir stake max por jogo e respeitar incondicionalmente esse limite. Não há consensos, até porque depende do perfil de cada apostador. Pessoalmente sou conservador e não gosto de ultrapassar os 5% do valor da banca (quando tiver mais regularidade conto em aumentar esta percentagem progressivamente para me habituar ao aumento da exposição sem qualquer tipo de “bloqueio mental”).

Há quem ande pelos 10%, 15%. Acima de 15% parece-me muito arriscado.

Qual o Red que posso assumir caso as coisas corram mal?


  • Maturidade intelectual:

factores-sucesso-apostas-p3Sem qualquer tipo de preconceito, existem apostadores que não são possuidores de maturidade intelectual mínima necessária para encarar este mundo. Notem que não quero com isto dizer que nunca o terão! Quero dizer que a forma como entram no mundo das apostas é, por si só, catastrófica.

Obviamente não temos todos as mesmas capacidades. Por mais que eu trabalhe e tente, nunca terei o nível de um Cristiano Ronaldo. Não depende do estudo, do treino, do esforço. É uma condição inata (tem que estar lá nem que seja de forma latente). Ou se tem um pouco dela e depois com muito trabalho a conseguimos desenvolver/evoluir... ou não temos e não há trabalho que chegue para tal.

Não basta ler umas coisas aqui e acolá... fazer umas experiências que até correram bem e estamos em posse do Santo Ghral.

Sucesso... insucesso... erro... frustação... arrependimento... tristeza... alegria... ego em alta... ego em baixo. Gerir estas emoções de forma equilibrada não é fácil!

Ter uma maturidade acima da média é, no meu entender, condição essencial para ter ganhos de forma consistente. Eu diria que este ponto é, de facto, um dos mais importantes de todos os que aqui inumero.


  • Estudo, muito estudo do mercado (por exemplo no comportamento das odds):

Como disse num ponto aqui, o estudo deste mundo é essencial. Mas estudar o quê?
Estudar como o mercado se comporta com um acontecimento X e qual deve ser a nossa acção como resposta a tal.
Estudar os eventos que vamos apostar (o mais detalhadamente possivel). Por vezes, pequenos detalhes podem fazer toda a diferença. Quem estiver ao corrente dos mesmos pode estar um passo à frente dos demais apostadores e como tal obter VE+.

Exemplo: O Paulo Rebelo, sabendo que a equipa X marca muitos dos seu golos de bola parada, num dos últimos lances do jogo coloca uma aposta LAY ao resultado do momento (odd de 1.04, acho eu). No decurso do livre dá canto, do canto dá golo... Conclusão: Ganhou 25 vezes (sim, 25) o que apostou! Isso sim aposta de muito valor!

Ter vantagem no bem “informação” é factor de sucesso.

“Em terra de cegos, quem tem 1 olho é Rei”.


  • Encontrar o nosso método/mercado (a nossa praia):

Existem centenas e centenas de métodos e alternativas. No entanto, nenhum deles garante por si só sucesso constante.

Nota importante: referindo-me a "método" como uma regra mais ou menos rígida de acção/reacção que temos num dado mercado.

Pelo que tenho visto, a especialização em 1 ou 2 mercados aumenta a probabilidade de VE+.

E porquê? Porque vamos-nos centrar nisso e vamos estudar/evoluir a forma como o fazemos. A experiência acumulada vai potenciar o sucesso.

O problema é, logicamente, escolher e encontrar o que por norma se chama de “a nossa praia” (o local onde nos sentimos confortáveis e onde obtemos de forma consistente sucesso). Até lá chegar temos que passar por várias fases. Daí a importância da maturidade intelectual que falo neste tópico. Saber gerir estas emoções é fundamental.


  • Ser ponderado (não agir exclusivamente por impulso):

Entendo isto como a inteligência emocional (tantas vezes abordada neste fórum).

Mas o que é isto afinal?

Para mim é a forma como friamente agimos/reagimos no mercado. É a forma como tomamos as nossas decisões, principalmente em momentos de stress, de forma pensada. É o saber gerir as emoções por forma que não joguem contra nós!

Exemplo: Entramos em Back no Under 4.5 com 10% da nossa banca e somos apanhados por diversos golos que vão aumentando cada vez mais o nosso red. Não temos a capacidade de fechar enquanto o red é “pequeno”... vamos colocando apostas nos mercados acima por forma a tentar recuperar o red e nem analisamos o jogo por forma a entender se não estamos a “cavar ainda mais o buraco”! (já me aconteceu 2 ou 3 vezes... mas acho que aprendi com esses erros e agora não o faço. A minha banca agradece.)

Em momentos de stress, saber parar, saber assumir o Red, saber ler o evento e o mercado... torna-se muito mais difícil.


  • Justificar as apostas efectuadas:

factores-sucesso-apostas-p4Este é um ponto que muito pouca gente deve fazer... mas amplamente defendido pelo Paulo Rebelo. Justificar os nossos passos a nós mesmos ajuda a evitar/reduzir o impulso irracional que por vezes nos ataca.

Posso deixar um depoimento meu sobre este assunto:
Desde que reduzi a minha exposição como mero punter (em que fazia as apostas e não acompanhava mais, ou acompanhava pouco), reduzi o valor dos greens, reduzi o nº de reds mas aumentei o valor total do proveito. Por vezes ainda sou tentado a fazer aposta punting quando não posso estar presente para acompanhar. Ainda este fim de semana já tinha preparadas stakes (acima das odds do momento) e estava para sair de casa. Repensei a minha atitude, concluí que estava a ir contra algumas premissas que quero impor a mim mesmo... e cancelei tudo. Não quis deixar o meu dinheiro ao sabor de um mero palpite sem saber sequer qual o desempenho das equipas em live.


  • Escrever as apostas efectuadas e fazer análise de greens mas principalmente aos reds:

Ajuda a lembrar dos sucessos mas principalmente dos insucessos. Ajuda a fazer uma análise escrita e mental dos mesmos. Ajuda a entender os erros e, pouco a pouco (pois não é um processo sem retorno), corrigir os erros.

Eu tenho um caderno onde faço isso...


  • Controlar a ambição/ganância:

Um dos pontos chave também. A ganância vai tolher a análise que temos que fazer a toda a hora.

Não assumir red... não fechar green (que depois pode fugir e originar red)... tudo motivado pela ganância.

Concerteza já nos aconteceu ter grandes reds por não os assumir quando eram pequenos e não fechar pequenos greens que depois se tornaram em reds.

Mas então quando fechar? Lol... DEPENDE!

Depende de quê?
Ui... tanta coisa! Depende do nosso perfil de risco, depende da nossa análise do evento (pois às vezes também temos de arriscar), depende da stake em causa.

... e preparem-se para a frustação de fechar um red (exemplo 50% da stake) aos 70min do jogo e haver 1 golo a V. Favor aos 75min! Acontece! Também acontece de apostarem numa equipa que farta-se de atacar... Vcs mantêm a aposta e o jogo fica 0-0.


  • Saber fechar greens menores que o potencial:

factores-sucesso-apostas-p5Supondo que entramos no Match Odds no Back à equipa X.
A equipa X marca golo e origina green no momento (se fechar a aposta) de 60% do total potencial caso a equipa A ganhe.

Que fazer agora? Fechar o green? Manter até ao fim para tentar 100% do green?

Uma das coisas que sempre me disseram e que me custou a fazer! Perdi muitas stakes por não o fazer e deixei de ter alguns greens.

A minha sugestão (assim como uma boa parte dos apostadores, incluindo o Paulo Rebelo) é fechar após um golo. Se não se fizer mais nada, aquele green já é nosso (e já não se leva red).

Após fechar o green... procurar apostas de valor. Caso as encontremos... entrar novamente. Caso não encontremos? Saber não fazer também é de valor!


  • Saber assumir reds e evitar fazer chasing (pode ser desastroso):

Por vezes, é preferivel assumir um red num dado mercado que perder toda a stake. Obviamente que fechar ou manter... DEPENDE. Depende da análise ao evento e do nosso perfil. Depende da stake e do limite do red que entendemos como “aceitavel”.

Andar a “saltar” de posição sem uma boa análise do evento/mercado pode ser desastroso. Só deve ser feito por apostadores avançados. Feito por iniciados é VE- certo.

Prefazeando o VEDA (num momento de muita sapiência):
"Em relação a perfis de apostador no que diz respeito a Reds não há grande escolha, no Trading a não existência de Reds simplesmente não acontece, por muito que pareça que temos controlo emocional quando levamos um Red ficamos alterados e perdemos capacidade de análise, ou seja para levar o método à risca é preciso não sermos afectados emocionalmente pelos Reds, isso não é impossível mas é Extremamente difícil porque antes de dominar os mercados da betfair temos que dominar o mercado das nossas emoções."


  • Saber analizar constantemente o mercado (onde está, para onde vai...):

Na minha modesta opinião este ponto é dos mais difíceis de conseguir. Só com muita experiência é que se consegue fazer uma correcta análise do mesmo.


  • Valor da stake a colocar:

Quando se coloca uma aposta, a stake deve ser aquele montante que possamos perder!

Não devemos colocar um valor muito elevado (% da nossa banca) pois há o risco de perder esse montante.
Não se trata de ser pessimista/optimista. Trata-se de ser equilibrado.


  • Ter tempo disponível para tudo isto:

factores-sucesso-apostas-p6Obviamente, neste mundo (como em tantas outras áreas) o sucesso obriga a muito trabalho/tempo.

Não esperem obter sucesso imediato (sem prévio conhecimento mais ou menos aprofundado destes assuntos)... pois isso não é possível!

Todos os traders que “conheço” afirmam que o sucesso só se atinge após meses ou anos de trabalho... keep it in your mind!


NOTA:

Não há uma verdade suprema nas apostas... tudo depende!
Existem é caminhos que se devidamente seguidos aumentam a probabilidade de VE+.


conselhos, gestão da banca, sucesso

Partilhar "Factores potenciadores de sucesso nas Apostas Desportivas" via:

Enviar Comentário

Comentário (92)

  1. Bezos 19 Abr 2011 - 10:14
    Muito bom post, vspereira!  Conseguiste condensar todas as "regras" básicas que devem reger o trabalho de um bom trader. 
  1. Paulo Rebelo 19 Abr 2011 - 10:42
    Que bem 




    Mais um artigo para o início do site, para que todos leiam    ( com a devida autorização do autor)


    Este mês está a ser muito produtivo em termos de partilha de conhecimento 
  1. Paulo Rebelo 19 Abr 2011 - 10:43
    ... Esqueci-me de agradecer em nome da comunidade ao VsPereira.


    Obrigado e Parabéns 
  1. vspereira 19 Abr 2011 - 11:19
    Boas a todos.
    Obrigado pelo feedback... é sempre bom ver o nosso esforço pessoal ser "reconhecido"!
    Por norma, em tudo o que me meto a sério consigo resultados satisfatórios... aqui espero atingir o mesmo.

    Paulo,
    Claro que autorizo! Estou ao dispôr para tudo o que precisarem.
    Eu é que agradeço a ajuda que todos vão dando com os seus ensinamentos... saímos todos a ganhar!

    Não se inibam de fazerem eventuais reparos aos que escrevi... é provavel que me tenha escapado algo.
    Se assim fôr depois eu complemento!
  1. Ricardo Silva 19 Abr 2011 - 14:12
    Excelente artigo vspereira 

    Acontece que eu continuo com um problema da gestão da banca.

    O meu problema não estás nas percentagens apostadas mas sim quando devo retirar os lucros. Para já o meu objetivo é apenas aumentar a banca. Mas ao aumentar a banca, quero tirar lucro mesmo que para isso demore mais a aumenta-la. Acham que faço bem?

    Por exemplo, estou a pensar no final de cada mês levantar metade do dinheiro que ganhei. Não sei se será bom se será mau. Vocês têm alguma opinião sobre o assunto? Mesmo que tenha que levantar 1 ou 2€. Será que isso não me vai dar uma maior motivação no mês seguinte para meter mais dinheiro no meu bolso?

    Mais uma vez obrigado vspereira 
  1. vspereira 19 Abr 2011 - 14:25
    MarciaFilipa escreveu:
    Excelente artigo vspereira 

    Acontece que eu continuo com um problema da gestão da banca.

    O meu problema não estás nas percentagens apostadas mas sim quando devo retirar os lucros. Para já o meu objetivo é apenas aumentar a banca. Mas ao aumentar a banca, quero tirar lucro mesmo que para isso demore mais a aumenta-la. Acham que faço bem?

    Por exemplo, estou a pensar no final de cada mês levantar metade do dinheiro que ganhei. Não sei se será bom se será mau. Vocês têm alguma opinião sobre o assunto? Mesmo que tenha que levantar 1 ou 2€. Será que isso não me vai dar uma maior motivação no mês seguinte para meter mais dinheiro no meu bolso?

    Mais uma vez obrigado vspereira 


    Bom... vou começar pelo tipico "DEPENDE"!
    Isto não é, de forma nenhuma, uma ciência exacta!
    Cada um tem a sua forma de gerir os seus activos (sejam eles qual forem).

    Se quiserem saber a minha opinião (e o que eu faço), para já tudo o que consiga ganhar fica na banca.
    Porquê?
    Porque 60% da minha banca é capital meu e os restantes 40% são o lucro actual... e eu ainda não me acho suficientemente consistente para garantir a mim mesmo lucros consistentes. Imaginem que levo 5 ou 6 reds seguidos... (supondo stakes de 10% da banca)?
    Numa fase inicial não me parece bem fazer pressing a nós mesmos para a obtenção de lucro.... isso é um INDUTOR DE ERRO! Vamos sentir uma pressão adicional que nos pode levar a tomar decisões erradas e tem VE-.
    Adicionalmente não devemos, nesta fase, "contar com o ovo no cu da galinha"...

    Esta é a opinião de um apostador ainda muito conservador em busca da sua praia e de consistência (só me considerarei consistente qd tiver ganhos constantes durante 1 ano ---> Sim sou mt conservador).

    Espero ter ajudado!
  1. Bickat 19 Abr 2011 - 21:18
    Bom topico 
    E tens razão a malta deve testar vários mercados até entender quais ou qual se adaptam melhor e gostem, ou seja, que sintam alguma vantagem sobre o mercado.
  1. nutmegmaster 19 Abr 2011 - 22:01
    Exelente mesmo! 

    Houve aqui  uns pontos negativos onde me identifiquei e ja estou a tentar corrigir! 

    Muito bom Vspereira! 
  1. André Sousa 19 Abr 2011 - 22:17
    Bom, tudo perfeitamente resumido. Um óptimo tópico para as lavagens cerebrais e até mesmo para ler regularmente para não esquecer.

    Parabéns
  1. mcosta007 19 Abr 2011 - 22:43
    Parabéns Pereira, excelente artigo

Procurar