Ver versão desktop
ONLINE
8
Menu
Começar Pontos Academia Curso Tips    Análises    Procurar Tips Estatísticas de Futebol Estatísticas de Ténis Estatísticas de Basquete Estatísticas de MotorSports Artigos Promoções Concursos Fórum

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.
  Visit our site available at: Go to Online Betting Academy
           

O Factor Casa no Futebol

O Factor Casa no Futebol
Análise da liga Portuguesa, Espanhola, Inglesa e Italiana de 2000 a 2005 e ainda na pontuação obtida por todos os campeões portugueses até à data.

Em média, as equipas conquistam 63% dos pontos em casa. Ou seja, do total de pontos obtidos 63% são conseguidos em casa o que representa quase o dobro dos pontos obtidos fora (37%).

Este trabalho foi realizado no âmbito da disciplina de Estatística do Curso de Gestão da Faculdade de Economia da Universidade do Porto em 2005 por mim, Paulo Rebelo e obteve uma classificação final de 18 valores

Introduzi-o no site porque tem conclusões relevantes sobre o factor casa no futebol.

Decidi publicar o estudo completo embora o mesmo esteja com linguagem técnica e apenas acessível a quem tenha conhecimentos de estatística.

O trabalho completo está disponível para download em PDF.


Segue a introdução do mesmo:

O futebol é, actualmente, uma importante indústria. Os clubes de topo gerem orçamentos avultados.

Sendo que os jogadores são profissionais e recebem muito acima da média da população e as regras são uniformes para todos os jogos, seria de esperar que as equipas atingissem iguais performances no seu estádio ou noutro campo qualquer.

Mas a análise estatística prova que isto não acontece. Existe um fenómeno chamado “factor casa” que faz com que as equipas obtenham melhores resultados quando jogam no seu estádio.

Este trabalho pretende medir a importância dessa variável no futebol. As causas, essas, terão que ser dadas provavelmente pela Psicologia (em concreto a Psicologia do desporto)...


Resumidamente, indico que o trabalho consistiu na análise da liga Portuguesa, Espanhola, Inglesa e Italiana de 2000 a 2005 e ainda na pontuação obtida por todos os campeões portugueses até à data.

Através da análise das últimas cinco edições destas ligas, podemos observar que, por exemplo, em média, as equipas conquistam 63% dos pontos em casa. Ou seja, do total de pontos obtidos 63% são conseguidos em casa o que representa quase o dobro dos pontos obtidos fora (37%).

Este número obteve-se dividindo o total de pontos obtidos para cada equipa e para cada edição do respectivo campeonato num total de 382 observações.

Podemos afirmar que em Portugal, em média, as equipas conquistam 65% dos pontos em casa enquanto que em Inglaterra este número baixa para os 61%. Portugal é, dos quatro países observados, aquele em que o factor casa representa um peso maior.

A conclusão mais surpreendente que se pode retirar do estudo é que o factor casa tende a diminuir de importância quando estamos perante equipas de topo. A análise estatística prova que há uma correlação, ainda que ligeira, entre o factor casa e a classificação da equipa. A explicação mais simples de entender será dada lendo-se esta conclusão ao contrário: as equipas menores estão mais dependentes do factor casa para pontuarem do que as equipas de topo.

Por outras palavras, as equipas de topo são mais regulares, dependem menos dos jogos em casa para pontuarem. Para o caso Português foi observado o peso do factor casa das equipas campeãs desde o início da prova e chegou-se à conclusão que a média do factor casa para os campeões em Portugal é de 55%, enquanto que, essa média para todas as equipas do campeonato português é de 65%.


cool Paulo Rebelo


O Factor Casa No Futebol


Comentário dos Professores de Estatística, avaliadores do trabalho:


O trabalho prático proposto aos alunos da disciplina de Probabilidades e Estatística do 2º ano da Licenciatura em Gestão da Faculdade de Economia do Porto (do plano de estudos que vigorou entre 2004 e 2008) refere-se ao tópico de Análise Exploratória de Dados, e tinha como objectivo confrontar o aluno com uma aplicação a dados reais das técnicas aprendidas nas aulas da disciplina.

Os dados a analisar deveriam ser recolhidos pelos alunos, sendo utilizado software estatístico e/ou folhas de cálculo, para a sua análise. A correcta interpretação dos resultados obtidos era considerada primordial na avaliação do trabalho prático.

A experiência mostrou que os alunos aderiam com entusiasmo ao trabalho prático, tendo sido referidas apreciações positivas pela ligação que este lhes proporcionava entre a matéria leccionada e a vida real, permitindo nalguns casos a exploração de dados referentes a assuntos de interesse pessoal.

O aluno Paulo Rebelo manifestou um elevado interesse pela disciplina, encontrando nela um conjunto de ferramentas de grande utilidade prática, em particular para aplicação no seu hobby de apostas desportivas. O trabalho que apresentou “O Factor casa no Futebol” consistiu num estudo bastante completo dos resultados de vários campeonatos europeus de futebol, permitindo-lhe chegar a algumas conclusões, confirmando empiricamente as hipóteses avançadas. Este trabalho prático cumpriu sem margem para dúvida os objectivos pedagógicos propostos, demonstrando que o Paulo Rebelo dominou bem os conceitos teóricos pertinentes, sabendo aplicá-los de forma correcta e eficiente em situações reais, permitindo-lhe de seguida desenvolver uma actividade profissional em que utiliza a Estatística com sucesso.


Porto e FEP, 2 de Março de 2011

A equipa docente

Prof. Doutora Ana Cristina Freitas
Prof. Doutor Jorge Pereira
Prof. Doutora Paula Brito


 


estatística, faculdade de economia, gestão, jogar em casa

Partilhar "O Factor Casa no Futebol" via:

Enviar Comentário

Comentário (52)

  1. biomodder 31 Jan 2011 - 13:22
    Obrigado paulo 

    Eu ainda n li tudo (pois tenho exame amanha)....mas acho que isto ainda vai servir para os meus estudos de pre-live 
  1. Daniel 31 Jan 2011 - 13:25
    obrigado! 
  1. deceiver 31 Jan 2011 - 14:01
    MT bom paulo. 
  1. AndersonBR 31 Jan 2011 - 14:39
    Bacana Paulo, depois vou ler com calma, dei uma lida básica parece bem interessante.

    Parabéns, e obrigado por compartilhar.
  1. spink 31 Jan 2011 - 14:52
    Obrigado Paulo

    Sendo eu estatistico a ver se consigo interpretar o teu estudo , a ver se publico os meus estudos a partir da proxima semana tb
  1. rtneto 31 Jan 2011 - 16:53
    Boas,

    Bom estudo, sem dúvida..

  1. fana 31 Jan 2011 - 19:26
    Obrigado Paulo, pela partilha 
  1. vspereira 01 Fev 2011 - 00:30

    Obrigado pela partilha.
    Por acaso, empiricamente, já tinha constatado isso... Só vem confirmar e ajudar na análise punting.
  1. diogo1 01 Fev 2011 - 01:00
    Excelente paulo :O obrigado
  1. tozecastelo 01 Fev 2011 - 01:51
    Parabéns pelo 17,5 no exame 

Procurar