Ver versão desktop
ONLINE
3
Menu
Começar Pontos Academia Curso Tips    Análises    Procurar Tips Estatísticas de Futebol Estatísticas de Ténis Estatísticas de Basquete Estatísticas de MotorSports Artigos Promoções Concursos Fórum

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.
  Visit our site available at: Go to Online Betting Academy
           

Como Jogar com Muitas Fichas nos Torneios de Poker


Como Jogar com Muitas Fichas nos Torneios de Poker
Ter um monte grande de fichas num torneio de póquer é óptimo, os teus pequenos discos a mais dão-te muito mais liberdade que um montinho e quase que te permitem ficar com as fichas dos outros.

É por demais evidente que quando jogas num torneio de póquer o teu objectivo mais importante é ganhar todas as fichas em jogo. Se o conseguires, serás coroado vencedor e grande parte do prémio será teu. É tão simples como isto.

Mas não é assim tão simples, pois não? Não quando contas todas as diferentes situações em que te podes encontrar durante um torneio de póquer online típico, porque dependendo do tamanho do teu monte e do dos teus adversários, a tua abordagem ao jogo pode ser completamente diferente. Aqui vamos ver a situação mais favorável que um jogador de torneios pode encontrar, mas também a menos comum, ou seja, ter um monte grande de fichas.

Ter um monte grande de fichas num torneio de póquer é óptimo, os teus pequenos discos a mais dão-te muito mais liberdade que um montinho e quase que te permitem ficar com as fichas dos outros. A principal razão para esta "permissão de rufião" é o facto de poderes eliminar adversários do torneio, mas eles não te poderem fazer o mesmo.

Um problema comum que muitos podem encontrar quando têm montes de fichas à frente é levar a "fanfarronice" longe demais ou pressionar os jogadores errados. Quando estás sentado com uma montanha de fichas, é demasiado fácil aumentar a parada em cada mão e fazer "re-raises" pre-flop à vontade mas tens de te lembrar disto; as boas mãos continuam a ser boas mãos e as más são más, independentemente do tamanho da tua pilha. Apesar de um monte grande te dar a liberdade de seres mais criativo e jogares um estilo de perdedor, não deves abrir o jogo com um 7/2 sob pressão ou fazer re-raise ao palerma da mesa com um 8/4 só porque podes.

Em vez disso, deves pressionar aqueles à tua volta que mais têm a perder no confronto contigo. Regra geral devias evitar entrar em batalhas desnecessárias com outros montes grandes porque eles também têm a capacidade de virar completamente a situação a favor deles. Isto não quer dizer que não os devas atacar, mas fá-lo sabendo que, mais uma vez regra geral, é menos provável que eles joguem contra ti sem terem material para isso.

Outro monte de fichas com os quais não te deves meter muitas vezes são os montes pequenos. Pode ser muito tentador fazeres all-in frente a um monte pequeno, simplesmente porque te podes dar ao luxo de perder fichas se estiveres enganado mas fazeres call várias vezes a big blind e perderes vai acabar com o teu monte num instante. Se estiveres frente a uma aposta all-in feita por um monte pequeno então tem o mesmo raciocínio que terias se tivesses também um monte pequeno. Deitar fora fichas com 20% de equidade normalmente tem o mesmo resultado quer tenhas 300 big blinds à tua frente ou apenas 30.

Então, quem resta? Os montes médios, claro. Tal como na história da Caracóis de Ouro que contam às crianças do mundo inteiro, no meio é que está a virtude. Os montes médios normalmente estão felizes por serem montes médios. Não querem arriscar cair na categoria dos montes pequenos por isso estarão mais dispostos que outros a desistir das suas mãos quando frente a um adversário com um monte grande. Estás à vontade para fazeres raises contra eles mais facilmente do que farias contra outros adversários, especialmente se começaram numa posição tardia, e testá-los aumentando as suas apostas e fazendo-os suar! Os montes médios estão maduros porque a maioria fica satisfeita em esperar e tentar ir ganhando algum dinheiro, enquanto que os montes pequenos muitas vezes sentem que não têm nada a perder e fazem-te frente.

Ter um monte grande é a situação ideal para estares quando jogas num torneio de póquer e devias sempre tentar pôr-te na situação de teres uma grande quantidade de fichas em relação aos que te rodeiam. Quando o consegues, é uma questão de manteres a tua vantagem e não apenas tentares arrasar com todos à tua volta porque mais tarde ou mais cedo uma ou mais pessoas enfrentam o rufião da mesa e o teu monte grande deixará de o ser.
in Apostas Betfair


betfair, poker, poquer

Partilhar "Como Jogar com Muitas Fichas nos Torneios de Poker" via:

Enviar Comentário

Comentário (3)

  1. Tiago Tomas 11 Jul 2012 - 16:19
    nao é assim tao linear como isso.

    Ate acho mais facil jogar com poucas fichas do que com muitas, principalmente se a decisao final nao for nossa.

    Tudo tem o seu lado facil e o seu lado dificil, e como as maneiras de jogar sao diferentes nao se pode dizer que seja mais facil ou mas dificil de se jogar
  1. Sardinha 11 Jul 2012 - 16:22
    Olá Tiago,

    era bom partilhares um pouco da tua experiência
  1. Tiago Tomas 11 Jul 2012 - 16:31
    Sardinha escreveu:
    Olá Tiago,

    era bom partilhares um pouco da tua experiência


    mais logo vou tentar colocar uns artigos de possam dizer o que tentei transmitir, agora esta na hora do trabalho lol

    Mas resumidamente o que tentei dizer é apesar de teres menos liberdade com poucas fichas, e poucas fichas apesar de ser relativo falo (no geral, seja cash, SnG ou MTT) a volta das 10bb´s, jogas um range de maos mais curto e o jogador que der o call, se tiver carregado de fichas, vai dar call bem mais largo, aqui geralmente vamos fazer mais jogadas EV+ do que EV- (isto  porque é "mais facil" jogar dessa forma ja que o range de shove ser curto e facil de jogar)

    Mas vou tentar arranjar um artigo que fale nisto que pode ser mais facil de entender...

Procurar