Ver versão desktop
ONLINE
10
Menu
Começar Pontos Academia Curso Tips    Análises    Procurar Tips Estatísticas de Futebol Estatísticas de Ténis Estatísticas de Basquete Estatísticas de MotorSports Artigos Promoções Concursos Fórum

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.
  Visit our site available at: Go to Online Betting Academy
           

Aprenda a lidar com "Bad Beats" (Poker)


Aprenda a lidar com "Bad Beats" (Poker)
Quando ganhares mais experiência de jogo, já não verás as "bad beats" acontecerem, verás apenas pequenos desvios no teu progresso de póquer.

Já estás sentado à frente do monitor há três horas e os prémios estão cada vez mais próximos.
 
Um jogador numa posição anterior à tua abre a subir e tu agradeces aos Deuses do Póquer porque recebeste um lindo par de ases negros.
 
Claro que tu fazes "three-bet" e esperas para ver como é que o vilão reage à tua agressão. Para tua satisfação ele faz "all-in" num valor de aproximadamente 60 big blinds e apesar dele te ter coberto, tu dás um murro no ar e fazes call imediatamente. Ele mostra Dama de Espadas e Valete de Paus e nós somos os grandes favoritos não só para dobrar o montante disponível, mas para garantir prémio e talvez ganhar o torneio.
 
Isto até que o "flop" apresenta Qp-7c-6c-Kc-Qo, oferecendo as Damas ao nosso adversário e encostando-nos às boxes de mãos vazias.
Acabaste de entrar numa "bad beat", o que acontece frequentemente em todas as formas de póquer. Podem ser extremamente frustrantes, até irritantes e muito jogadores viram os seus torneios desmoronar-se depois de sofrerem um. A forma como lidas com "bad beats" pode e irá moldar-te como jogador de póquer, quanto mais cedo te habituares a elas melhor, porque elas não vão desaparecer. Mais vale aprenderes a lidar com "bad beats" e até a aproveitá-las.
 
Esta última frase pode parecer ridícula, mas se achas que tens tido de suportar mais do que a tua quota parte de "bad beats" então considera-te sortudo. Porquê? Porque as "bad beats" só acontecem se tiveres as tuas fichas em altas, e se continuares a fazê-lo no póquer, então deverás tornar-te um jogador que vence e ganha dinheiro. Pensa nisto, porque na realidade faz sentido, as "bad beats" acontecem aos bons jogadores, mais do que aos maus. Alegra-te com elas!
 
Outra razão para ficares satisfeito com as "bad beats" é porque são elas que fazem os jogadores fracos repetir os mesmos erros uma e outra vez. Um jogador fraco que joga contra ases com dama e valete - como no nosso exemplo acima - vai continuar a fazer a mesma jogada uma e outra vez, porque venceu os ases uma vez. Isto é o que os maus jogadores pensam. Por vezes o póquer recompensa as jogadas mais ridículas e muitas vezes parece injusto, mas se as melhores mãos ganhassem sempre, os jogadores fracos iriam rapidamente à falência, deixariam o jogo e isto seria uma má situação para todos os envolvidos.
 
Se as duas razões acima não são suficientes para te ajudar a aceitar as "bad beats", então talvez as dicas seguintes o façam. Primeiro tens de te assegurar que podes financiar os jogos que estás a fazer. Entra em dois torneios de 109€ com um montante disponível de 250€ e qualquer perda será horrível porque uma "bad beat" pode dizimar o teu dinheiro, mas se sofreres 10-20 "bad beats" em torneios de 22€ com uma banca de 15,000€, quase de certeza que podes sacudir as perdas como se fossem água nas costas de um pato.
 
A segunda dica implica tentares ignorar o aspecto monetário do jogo. Isto é bastante difícil, tendo em conta que medimos o sucesso em termos do dinheiro que ganhamos ou perdemos, mas se pensares no dinheiro que tens como unidades ou simplesmente pontos em vez de dólares, libras ou euros, então tens melhores hipóteses de manter a cabeça fria quando as coisas começarem a correr mal.
 
Outro truque é aumentares o volume de jogo. Se só jogares numa mesa de cada vez e um total de 10 torneios por semana, as "bad beats" vão parecer severas, mas se aprenderes a jogar em várias mesas ao mesmo tempo e aumentares o teu volume jogando em 50 ou mais torneios por semana, vais começar a reparar que as cartas saem mais naturalmente e que as "bad beats" são menos frequentes; e por isso menos graves.
 
Por fim, mas não menos importante, deves assegurar-te que observas permanentemente o teu historial de mãos, para teres noção se a "bad beat" que sofreste foi realmente uma "bad beat". O que pode parecer-te uma "bad beat" ridícula pode na realidade ser uma jogada normal quando consideras o tamanho dos montes e a tua situação, podes até vir a descobrir que tu é que jogaste mal a tua mão.
 
No fim de contas, faz o teu jogo, revê as tuas jogadas, não leves o jogo a peito e joga mais! 
Quando ganhares mais experiência de jogo, já não verás as "bad beats" acontecerem, verás apenas pequenos desvios no teu progresso de póquer.

 

in Apostas Betfair
betfair, betfair poker, poker, poquer

Partilhar "Aprenda a lidar com "Bad Beats" (Poker)" via:

Enviar Comentário

Comentário (3)

  1. Tiago Tomas 17 Jul 2012 - 14:04
    se se pensar em % de vitoria da mao é mais facil... nao ha mao nenhuma que tenha 100% de vitoria no pre-flop, e no flop muito poucas com 100%...
    basta 1% para ganhares a mao, tal como se tiveres 99% a podes perder.

    Muitas vezes parece que estas sempre a perder os 60/40 ou 70/30, isso chama-se memoria selectiva. (so te lembras das que perdes mas nao das que ganhas
  1. aize 17 Jul 2012 - 20:36
    Há duas semanas perdi com par de ases contra K 6 ele faz o 2 pares. No fim de semana perdi com JJ contra 10 8 fez trio de 10. Essa lixou-me à grande
  1. Andrelot 18 Jul 2012 - 17:13
    aize escreveu:
    Há duas semanas perdi com par de ases contra K 6 ele faz o 2 pares. No fim de semana perdi com JJ contra 10 8 fez trio de 10. Essa lixou-me à grande

    Aí tens exemplos de "bad beats". Felizmente para ti essa fase há-de passar

Procurar